Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/63
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCoelho, Emerson Filipinopt_BR
dc.contributor.authorFerretti, Pedro Henrique Sena-
dc.date.accessioned2015-04-28T17:22:39Z-
dc.date.available2015-04-28T17:22:39Z-
dc.date.issued2014-
dc.identifier.citationFERRETTI, Pedro Henrique Sena. Efeito de exercícios contra-resistidos nos estados de humor de idosos. 2014. 33 f. Monografia (Educação Física – Bacharelado) - Centro Desportivo, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2014.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/63-
dc.description.abstractO exercício físico tem sido amplamente estudado como meio de promoção de saúde física e psicológica. Pesquisas têm fornecido informações importantes quanto a programas e estratégias para incentivar e conscientizar a população em prol dos benefícios fisiológicos de programas de atividade física. Por outro lado, existe uma importância semelhante à associação do exercício físico com suas respostas emocionais. O objetivo do estudo foi comparar o perfil dos estados de humor de idosos praticantes de exercícios contra-resistidos e sedentários. O grupo amostral foi constituído por 30 indivíduos, sendo 15 grupo exercício e 15 controle, de ambos os gêneros. Os indivíduos do grupo exercício pesquisados realizaram treinos duas vezes por semana por 4 semanas. Os questionários foram respondidos após os treinos para os idosos do grupo de exercício, e em momentos aleatórios para os do grupo controle. A análise descritiva apresenta-se como média ± desvio-padrão. Para a comparação do grupo exercício e controle utilizou-se o teste t de Student sendo adotado nível de significância de 5% (p ≤ 0,05).Cerca de 80% da amostra reportou uso de algum medicamento de uso contínuo, 20% declararam-se tabagistas e 40% reportou possuir dor articular. Na comparação dos grupos, não houve diferença significativa entre os grupos exercício e controle em relação à idade, uso de medicamento, tabagismo e presença de dor articular. Já o nível de atividade física, foi maior no grupo exercício do que no grupo controle. Quanto aos resultados relativos aos estados de humor, verificou-se que o grupo exercício apresentou menores valores de tensão, depressão, raiva e fadiga, comparado ao grupo controle. Conclui-se que a prática regular de exercícios contra-resistidos foi positiva quanto aos benefícios nos estado de humor de Idosos, apresentando menores valores de tensão, depressão, raiva e fadiga comparado ao grupo que não praticou exercícios.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectHumorpt_BR
dc.subjectIdosospt_BR
dc.subjectExercício físicopt_BR
dc.titleEfeito de exercícios contra-resistidos nos estados de humor de idosos.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida à Biblioteca Digital de TCC’s da UFOP pelo(a) autor(a) em 16/12/2014 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.description.abstractenExercise has been widely studied as a means of physical health promotion and psy Reviews have provided important information about the programs and strategies to encourage and educate the public on behalf of the physiological benefits of activity pysical programs. By other hand , there is a similar to the association importance of exercise with your emotional answers .The objective of the study was to evaluate the effect of regular exercise counter resistance on mood states of elderly UFOP program. The sample group consisted of 15 individuals of both genders. The surveyed individuals underwent training twice a week for 4 weeks. The questionnaires were answered after the training .A descriptive analysis is presented as mean ± standard deviation. To compare the exercise and control groups used the Student t test with significance level of 5 % ( p ≤ 0.05 ) .Participaded the study 30 subjects , mostly female ( n = 20; 67 % ), aged between 62 and 75 years, mean 68.4 years and standard deviation of 4.4 years. About 80 % of the sample reported using some of continuous use medication , 20 % of them were smokers and 40 % reported having joint pain . Comparing the groups , there was no significant difference between the exercise and control groups with respect to age , medication use , smoking and presence of joint pain . But the level of physical activity , measured by the Baecke questionnaire was higher in the exercise group than in the control group p < 0.05. When the results for the moods , it was found that the exercise group showed lower voltage values , depression , anger and fatigue , compared to regular control. Was conclude up group practice exercises counter resistance was positive about the benefits in the mood for the Elderly exercise group , with lower voltage values , depression, anger and fatigue compared to group elderly control .How demonstrated in our study , validated to the effectiveness of this type of program to improve the state of Seniors of humor.-
Appears in Collections:Educação Física - Bacharelado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_Efeitoexercíciocontra.pdf1,46 MBUnknownView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons