Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/3933
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAmaral, Joana Ferreira dopt_BR
dc.contributor.authorGomes, Laryssa Caroline Maciel-
dc.date.accessioned2022-02-11T00:09:50Z-
dc.date.available2022-02-11T00:09:50Z-
dc.date.issued2022pt_BR
dc.identifier.citationGOMES, Laryssa Caroline Maciel. Efeitos da suplementação da polpa do Açaí (Euterpe oleracea Martius) na resposta reguladora dos linfonodos mesentéricos de camundongos BALB/c com mucosite intestinal induzida por 5-fluorouracil. 2022. 45 f. Monografia (Graduação em Nutrição) - Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2022.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/3933-
dc.description.abstractA mucosite intestinal (MI) é uma doença inflamatória de alta incidência em pacientes oncológicos, atingindo cerca de 10 a 40% na quimioterapia padrão e até 100% em dosagens altas. As consequências dessa doença são inúmeras, o que, muitas vezes, pode prejudicar a continuidade do tratamento. Atualmente, não há a utilização de métodos terapêuticos eficazes contra a doença. Diversos estudos experimentais já mostram os efeitos antioxidantes e anti-inflamatórios do açaí (Euterpe oleracea Martius), fruto tipicamente brasileiro, amplamente encontrado na região norte do país e cada vez mais consumido pela população mundial. Diante desse cenário, o presente estudo buscou relacionar os efeitos anti-inflamatórios do açaí em camundongos BALB/c com mucosite intestinal induzida pelo 5-FU através da dosagem da citocina IL-10. O modelo experimental se deu a partir do fornecimento de dieta com 2% de polpa de açaí para os camundongos BALB/c por 14 dias e que foram divididos em oito grupos, sendo eles: 3D - Controle; Mucosite; Açaí e Açai-Mucosite; 7D - Controle; Mucosite; Açaí e Açai-Mucosite. No décimo quinto dia, parte dos animais receberam injeção intraperitoneal única de 5-FU (200mg/kg), sendo os 4 primeiros grupos eutanasiados 3 dias após (3D) e os outros 4 grupos eutanasiados 7 dias após a injeção (7D). Após a eutanásia, foram coletados os tecidos dos camundongos, incluindo o Linfonodo Mesentérico de todos os grupos, para posterior análise da concentração IL-10. A extração de proteína foi realizada de acordo com protocolos pré-definidos. A ingestão de 2% de açaí para os grupos do 3D não foram estatisticamente significantes, podendo ser devido ao menor tempo para manifestação da doença e recuperação do tecido. Para os grupos de 7D, os resultados se mostraram satisfatórios, sendo que a concentração de IL-10 mostrou-se com níveis mais baixos para os grupos de mucosite e açaí mucosite e com níveis um pouco mais elevados para os grupos controle e açaí, com significância estatística. A partir dos resultados encontrados comparando-se os grupos 3D e 7D, foi possível inferir que com 7 dias após a indução da MI, para os animais suplementados com a polpa do açaí a 2%, o organismo já parece ser capaz de se recuperar e responder de forma a diminuir os efeitos da doença. Contudo, vale ressaltar que os mecanismos de ação da mucosite em relação aos processos inflamatórios são de grande complexidade, podendo ter diferentes desfechos dependendo do organismo em que atua. Dessa forma, há a necessidade de se desenvolver estudos mais aprofundados sobre os efeitos dos flavonóides presentes no Euterpe oleracea Martius (Açaí) nos linfonodos mesentéricos (LnM) de camundongos Balb/c com MI induzida por 5-FU.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectMucositept_BR
dc.subject5-fluorouracilpt_BR
dc.subjectAçaípt_BR
dc.subjectInflamaçãopt_BR
dc.subjectIL-10pt_BR
dc.titleEfeitos da suplementação da polpa do Açaí (Euterpe oleracea Martius) na resposta reguladora dos linfonodos mesentéricos de camundongos BALB/c com mucosite intestinal induzida por 5-fluorouracil..pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeMauricio, Silvia Fernandespt_BR
dc.contributor.refereeAmaral, Joana Ferreira dopt_BR
dc.contributor.refereeSabião, Thais da Silvapt_BR
dc.description.abstractenIntestinal mucositis (IM) is an inflammatory disease of high incidence in cancer patients, reaching about 10 to 40% in standard chemotherapy and up to 100% in high doses. The consequences of this disease are numerous, which can often impair the continuity of treatment. Currently, there is no use of effective therapeutic methods against the disease. Several experimental studies have already shown the antioxidant and anti-inflammatory effects of açaí (Euterpe oleracea Martius), a typically Brazilian fruit, widely found in the northern region of the country and increasingly consumed by the world population. Given this scenario, the present study sought to relate the anti-inflammatory effects of açaí in BALB/c mice with intestinal mucositis induced by 5-FU by measuring the cytokine IL-10. The experimental model was based on the supply of a diet with 2% of açaí pulp to BALB/c mice for 14 days, which were divided into eight groups, namely: 3D - Control; mucositis; Acai and Acai-Mucosite; 7D - Control; mucositis; Acai and Acai-Mucosite. On the fifteenth day, part of the animals received a single intraperitoneal injection of 5-FU (200mg/kg), the first 4 groups being euthanized 3 days later (3D) and the other 4 groups euthanized 7 days after the injection (7D). After euthanasia, the tissues of the mice were collected, including the Mesenteric Lymph Node of all groups, for further analysis of the IL-10 concentration. Protein extraction was performed according to predefined protocols. The intake of 2% of açaí for the 3D groups was not statistically significant, which may be due to the shorter time for disease manifestation and tissue recovery. For the 7D groups, the results were satisfactory, with the IL-10 concentration showing lower levels for the mucositis and açaí mucositis groups and slightly higher levels for the control and açaí groups, with statistical significance. From the results found comparing the 3D and 7D groups, it was possible to infer that 7 days after the induction of IM, for the animals supplemented with 2% açaí pulp, the organism already seems to be able to recover and respond in order to lessen the effects of the disease. However, it is worth mentioning that the mechanisms of action of mucositis in relation to inflammatory processes are of great complexity, and may have different outcomes depending on the organism in which it acts. Thus, there is a need to develop further studies on the effects of flavonoids present in Euterpe oleracea Martius (Açaí) on the mesenteric lymph nodes (LnM) of Balb/c mice with MI induced by 5-FU.pt_BR
dc.contributor.authorID17.2.7071pt_BR
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_EfeitosSuplementaçãoPolpa.pdf1,51 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons