Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/1934
Title: Balanço redundante de massas em circuito de concentração magnética.
Authors: Rocha, Vinícius Tavares de Lanna
metadata.dc.contributor.advisor: Luz, José Aurélio Medeiros da
metadata.dc.contributor.referee: Alves, Vladimir Kronemberger
Milhomem, Felipe de Orquiza
Luz, José Aurélio Medeiros da
Keywords: Beneficiamento de minério
Minas e recursos minerais - processamento
Fechamento de minas - resíduos
Issue Date: 2019
Citation: ROCHA, Vinícius Tavares de Lanna. Balanço redundante de massas em circuito de concentração magnética. 2019. 33 f. Monografia (Graduação em Engenharia de Minas) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2019.
Abstract: O controle operacional de uma usina de tratamento mineral passa pelo balanço de massas, que é a aplicação do princípio da conservação de massa. Ele determina as vazões e os teores dos componentes presentes num processo, dados de relevância para monitoramento e controle do beneficiamento do minério. O trabalho teve como objetivo determinar o balanço de massas de um circuito de concentração magnética de minério de ferro, além das recuperações mássica e metalúrgica com os valores devidamente ajustados, aproveitando-se a redundância de dados adquiridos do processo. O minério fino que alimenta a usina em estudo, possui por volta de 42 % de ferro e é proveniente de pilhas de material tratado como rejeito por minerações anteriores. A planta em questão possui nível de controle do processo relativamente baixo. O método baseia-se em descrever o processo em um circuito de nós simples, identificando as junções e separações elementares na rota de processo. A partir dos dados de amostragem, é obtido um número suficiente de equações lineares independentes, permitindo a determinação das vazões mássicas de cada fluxo. Minimização da soma dos quadrados dos resíduos de fechamento por multiplicadores de Lagrange foi utilizada para a compatibilização de vazões e de teores. Os dados brutos resultaram recuperação metalúrgica de 40,1 % (e 26,18 % de recuperação mássica). O algoritmo de compatibilização resultou recuperação metalúrgica 41,42 % (e 27,11 % de recuperação mássica).
metadata.dc.description.abstracten: The operational control of a mineral treatment plant passes through mass balance, which is the application of the principle of mass conservation. It aims to determine the flows and the contents of the components present in a process, data of relevance for monitoring and control of the beneficiation of the ore. The objective of this work was to determine the mass balance of a magnetic iron ore concentration circuit, as well as the mass and metallurgical recoveries with the duly adjusted values, taking advantage of the redundancy of data acquired from the process. The fine ore that feeds the mill under study has around 42% of iron and comes from piles of material treated as tailings by previous mining. The plant in question has a relatively low level of process control. The method relies on describing the process in a single-node circuit, identifying the elementary junctions and separations in the process route. From the sampling data, enough independent linear equations are obtained, allowing the determination of the mass flow rates of each flow. Minimization of the sum of the squares of the closure residues by Lagrange multipliers was used for the compatibility of flow rates and contents. The raw data resulted in metallurgical recovery of 40.10% (and 26.18% of mass recovery). The compatibilization algorithm resulted in metallurgical recovery 41.42% (and 27.11% of mass recovery).
URI: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/1934
Appears in Collections:Engenharia de Minas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_BalançoRedundanteMassas.pdf780,97 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons