Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/1650
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorBenedicto, Bianca Vieirapt_BR
dc.contributor.authorGonzaga, Paloma Apolinária de Paiva-
dc.date.accessioned2019-01-23T13:25:29Z-
dc.date.available2019-01-23T13:25:29Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationGONZAGA, Paloma Apolinária de Paiva. Racismo institucional e segurança pública no Brasil. 2018. 56 f. Monografia (Graduação em Ciências Econômicas) - Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/1650-
dc.description.abstractO racismo institucional desponta como um dos severos problemas vividos pelos brasileiros na atualidade. Nesse sentido, o presente estudo analisa a filtragem racial na seleção policial de suspeitos, assim como as relações racistas infligidas pela Polícia contra os negros. Diante disso, este trabalho busca investigar as razões desse viés de letalidade. Os dados utilizados no presente trabalho foram extraídos da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2009, onde através do modelo Logit, verificamos que a cor da pele aumenta a probabilidade de um indivíduo sofrer agressão policial quando comparado a um indivíduo branco. O reconhecimento do racismo como problema social está para além da Polícia, contudo, uma instituição que representa o Estado não deve apresentar tais práticas. Nessa ótica, os mecanismos de atuação policial no Brasil devem ser revistos de modo a não haver violação dos direitos humanos no sistema de segurança pública.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsopen accesspt_BR
dc.rights.uriAn error occurred getting the license - uri.*
dc.subjectViolência - direito - Brasilpt_BR
dc.subjectDiscriminação racial - Brasilpt_BR
dc.subjectRacismo - Brasilpt_BR
dc.subjectPoliciaispt_BR
dc.titleRacismo institucional e segurança pública no Brasil.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida à Biblioteca Digital de TCC’s da UFOP pelo(a) autor(a) em 23/01/2019 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeBenedicto, Bianca Vieirapt_BR
dc.contributor.refereeOliveira, Francisco Horácio Pereira dept_BR
dc.contributor.refereeCosta, Ricardo André dapt_BR
dc.description.abstractenInstitutional racism emerges as one of the severe problems experienced by Brazilians today. In this sense, the present study analyzes the racial filtering in the police selection of suspects, as well as the racist relations inflicted by the Police against the blacks. Therefore, this work seeks to investigate the reasons for this lethality bias. The data used in the present study were extracted from the National Survey by Household Sample (PNAD), carried out by the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE) of 2009, where through the Logit model, we verified that skin color increases the likelihood of one individual to suffer police assault when compared to a white individual. The recognition of racism as a social problem is beyond the Police, however, an institution representing the State should not present such practices. In this perspective, the mechanisms of police action in Brazil should be reviewed so that there is no violation of human rights in the public security system.pt_BR
Appears in Collections:Ciências Econômicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_RacismoInstitucionalSegurança.pdf1,26 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons