Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/872
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMartins, Máximo Eleotériopt_BR
dc.contributor.authorGomes, Antônia Auxiliadora Ferreira-
dc.date.accessioned2018-04-13T11:59:55Z-
dc.date.available2018-04-13T11:59:55Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationGOMES, Antônia Auxiliadora Ferreira. Estudo do potencial da pedra sabão da região de Ouro Preto – MG para possível uso como fertilizante. 2018. 57 f. Monografia (Graduação em Engenharia de Produção) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto. Ouro Preto, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/872-
dc.description.abstractNeste trabalho foi analisada a possibilidade de transformação dos resíduos da rocha esteatito da região de Ouro Preto, mais conhecida como pedra sabão, em fertilizante. A atividade artesanal da região gera uma quantidade considerável de resíduos e a sua má administração culmina no surgimento de danos ambientais decorrentes da lavra da matéria prima, como assoreamentos e contaminação do ambiente em consequência da acomodação de grandes volumes de sedimentos no solo e em cursos d‟água, além de ser prejudicial à saúde. A pesquisa teve como principal objetivo a caracterização química e mineralógica desses resíduos para obtenção da comprovação da viabilidade ou não de uso desse material para a produção de fertilizantes. Isso se deu através da confrontação dos dados obtidos em laboratórios com os dados disponíveis na literatura. É importante dizer que ao se aplicar o que foi estudado, haverá um ganho socioambiental. Primeiramente foi realizada a análise granulométrica da rocha a fim de verificar o tipo de granulometria presente no material e suas frações em porcentagem, para definir quais delas se adequam a certos tipos de fertilizantes. Na sequência, foi feita a análise de difração de raios-x na qual se buscava encontrar resultados que fornecessem a composição química e mineralógica do resíduo, ou seja, para verificar a predominância do talco e demais minerais e elementos que compõem o esteatito, uma vez que há a possibilidade de uso do talco em substituição do caulim para reduzir a higroscopicidade apresentada por determinados tipos de fertilizantes. Por último, foi realizada a análise de ICP-OES para identificar os elementos químicos presentes na rocha, com o intuito de observar quais deles possuem características relacionadas aos fertilizantes. Acredita-se que os resíduos da rocha podem ser utilizados para a produção de fertilizantes tanto em pó quanto granulado. Foi observada a predominância do mineral talco no material. E também foram encontrados elementos químicos com potencialidade para fertilização.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsopen accesspt_BR
dc.subjectEsteatitopt_BR
dc.subjectSustentabilidadept_BR
dc.titleEstudo do potencial da pedra sabão da região de Ouro Preto – MG para possível uso como fertilizante.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida à Biblioteca Digital de TCC's da UFOP pelo autor(a), 12/04/2018, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeMartins, Máximo Eleotériopt_BR
dc.contributor.refereeAraújo, Samantha Rodrigues dept_BR
dc.contributor.refereeAndrade, Yã Grossipt_BR
dc.description.abstractenIn this work the possibility of transforming the residues of steatite rock from the Ouro Preto region, better known as soapstone, into fertilizer was analyzed. The artisanal activity of the region generates a considerable amount of waste and its poor management culminates in the appearance of environmental damages resulting from silting of the raw material, silting and contamination of the environment as a consequence of the accommodation of large volumes of sediments in the soil and as well as being harmful to health. The main objective of the research was the chemical and mineralogical characterization of these residues to obtain the confirmation of the feasibility or non-use of this material for the production of fertilizers. This was done by comparing the data obtained in laboratories with the data available in the literature. It is important to say that when applying what was studied, there will be a socio-environmental gain. Firstly, the granulometric analysis of the rock was carried out in order to verify the type of granulometry present in the material and its fractions in percentage, to determine which of them are suitable for certain types of fertilizers. The X-ray diffraction analysis was carried out in which the results were obtained that provided the chemical and mineralogical composition of the material, that is, to verify the predominance of the mineral talc and other minerals and elements that composed the steatite, since it is possible to use talc instead of kaolin to reduce the hygroscopicity of certain types of fertilizers. Finally, the analysis of icp-oes was performed to identify the chemical elements present in the rock and their corresponding quantities, in order to observe which of them have characteristics related to fertilizers. It has been found that rock waste can be used for the production of fertilizers in both powder and granulate. The predominance of the talc mineral in the material has been proven. And also chemical elements with potentiality for fertilization.pt_BR
Appears in Collections:Engenharia de Produção - OP

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_EstudoPotencialPedra.pdf1,67 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons