Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/868
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMartins, Maximiliano de Souzapt_BR
dc.contributor.authorCiarallo, Fernando-
dc.date.accessioned2018-04-11T14:48:11Z-
dc.date.available2018-04-11T14:48:11Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationCIARALLO, Fernando. Caracterização das superfícies de descolamento do Grupo Macaúbas na região de Terra Branca, centro-norte de Minas Gerais. 93 f. 2018. Monografia (Graduação em Engenharia Geológica) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/868-
dc.description.abstractA presente monografia teve por objetivo a caracterização e contextualização regional de uma superfície de descolamento do Grupo Macaúbas a partir da integração de dois mapeamentos geológicos, na escala 1:25000, realizados em áreas contíguas na terminação meridional da anticlinal de Itacambira, localizada na região de Terra Branca, no centro norte de Minas Gerais. A integração dos dois mapeamentos permitiu o reconhecimento de dois compartimentos estruturais diferenciados principalmente a partir de suas características reológicas frente aos efeitos da tectônica neoproterozóica. O comportamento I envolve o Complexo Porteirinha e a Formação Resplandecente (Supergrupo Espinhaço), que compõe a anticlinal de Itacambira propriamente dita. Sua estruturação se dá por uma foliação plano axial a dobramentos suaves nos metarenitos da Formação Resplandecente e em zonas de cisalhamento presentes no Complexo Córrego do Cedro, ambas de orientação meridiana, com mergulhos moderados a baixos para leste. O compartimento II abrange exclusivamente as unidades do Grupo Macaúbas. A Formação Planalto de Minas, uma sequência vulcanosedimentar atribuída a instalação do eixo termal do rifteamento toniano, é composta por uma sucessão de xistos verdes metabasálticos na base e metarenitos micáceos em direção o topo. A Formação Chapada Acauã, de origem glaciomarinha e relacionada ao segundo evento de rifteamento (Criogeniano) do Grupo Macaúbas, sobrepõe por paraconformidade a Formação Planalto de Minas. É composta predominantemente por metarenitos finos e micáceos, localmente contendo seixos isolados de quartzo e quartzito, principalmente. Na região de Terra Branca, as formações Planalto de Minas e Chapada Acauã são separadas por uma superfície de descolamento regional de baixo ângulo, marcada pelo desenvolvimento de uma foliação milonítica de traço anastomosado, acompanhada pela injeção de veios de quartzo sigmoidais e dobras de arrasto. A foliação Sn possui direção aproximada NE-SW e mergulhos baixos para SE, subordinadamente para NW. No contexto regional do Grupo Macaúbas, esta superfície de descolamento interno do Grupo Macaúbas representou a reativação de uma discordância regional que, quando submetida a um campo de tensões compressional, constituiu o caminho natural para a propagação dos esforços no neoproterozóico.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsopen accesspt_BR
dc.subjectMapeamento geológicopt_BR
dc.subjectGrupo Macaúbaspt_BR
dc.subjectSuperfícies de descolamentospt_BR
dc.subjectEspinhaço setentrionalpt_BR
dc.titleCaracterização das superfícies de descolamento do Grupo Macaúbas na região de Terra Branca, centro-norte de Minas Gerais.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida à Biblioteca Digital de TCC’s da UFOP pelo(a) autor(a) em 04/09/2017 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeMartins, Maximiliano de Souzapt_BR
dc.contributor.refereeOliveira, Rosana Gonçalves dept_BR
dc.contributor.refereeFonseca, Marco Antôniopt_BR
dc.description.abstractenThe objective of this monograph was the characterization and regional contextualization of a detachment surface of the Macaúbas Group through the integration of two geological survey, in the 1: 25000 scale, carried out in contiguous areas at the southern termination of the Itacambira anticline, located in the region of Terra Branca, in the northern center of Minas Gerais. The integration of the two mappings allowed the recognition of two structural compartments differentiated, mainly by its rheological characteristics regarding the neoproteozoic tectonic effects. The compartiment I involves the Porteirinha Complex and the Resplandecente Formation (Supergroup Espinhaço), which composes the Itacambira anticline proper. Its structuring is given an axial plane foliation to soft folds at Resplandescent Formation and in the shear zones present in the Córrego do Cedro Complex, both of them with meridian guidance, with moderate to low dips to east. Compartment II covers exclusively the Macaúbas Group units. The Planalto de Minas Formation, a volcanosedimentary sequence attributed to the installation of the thermal axis of the toniano rifting , is composed by a succession of metabasaltic green shales in the base and micaceous metarenites toward the top. The Chapada Acauã Formation, of glaciomarine origin and related to the second event of rifting (Cryogenian) of the Macaúbas Group, overlaps by conformity parallel to the strata, with the Planalto de Minas Formation. It is composed predominantly of fine and micaceous metarenites, locally containing isolated pebbles of quartz and quartzite, mainly. In the region of Terra Branca, the Planalto de Minas and Chapada Acauã formations are separated by a regional low- angle detachment surface,marked by the development of an milonitic foliation of anastomosed trait, accompanied by the injection of sigmoidal quartz veins and trailing folds. The Sn foliation has approximate NE-SW direction and low dives for SE, subordinately for NW. In the regional context of the Macaúbas Group, this internal detachment surface of the Macaúbas Group represented the reactivation of a regional discordance which, when submitted to a field of compressional tensions, was the natural way for the propagation of efforts in the Neoproterozoic.pt_BR
Appears in Collections:Engenharia Geologica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_CaracterizaçãoSuperfícieDescolamento.pdf6,1 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons