Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/6374
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSilva, Mariana Caroline Andradept_BR
dc.contributor.authorMattera, Lucca Silva-
dc.date.accessioned2024-01-22T14:19:25Z-
dc.date.available2024-01-22T14:19:25Z-
dc.date.issued2023pt_BR
dc.identifier.citationMATTERA, Lucca Silva. Avaliação da influência do hidróxido de sódio como ativador na moagem da escória de ferro-ligas manganês. 2023. 48 f. Monografia (Graduação em Engenharia de Minas) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2023.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/6374-
dc.description.abstractA moagem de escória refere-se ao processo de redução do tamanho de partículas de escória, um subproduto resultante da produção de metais, especialmente do processo de fabricação de aço. A escória é composta principalmente por substâncias indesejadas, como impurezas e materiais não metálicos, e sua gestão eficiente é crucial para minimizar o impacto ambiental da indústria metalúrgica. Nesta pesquisa, estudou-se a influência do hidróxido de sódio como ativador na moagem de uma amostra de escória de ferro-liga de manganês. As amostras estudadas passaram por etapas de britagem e moagem com durações de 30, 60 e 120 minutos com e sem a presença do hidróxido de sódio. Os produtos foram avaliados de acordo com a análise granulométrica obtida a partir de peneiramento a úmido e granulômetro a laser, possibilitando comparar os dados das duas caracterizações. Maiores tempos de moagem acarretaram em menores diâmetros de D50 e D80 em ambos os cenários avaliados (com e sem NaOH). Apenas as moagens de 120 minutos obtiveram material na faixa granulométrica adequada para a produção de geopolímeros. Ficou evidente que a presença do hidróxido de sódio foi prejudicial para a eficiência da moagem, devido à sua alta reatividade com a água, o que causa aglutinação no material mais fino, dificultando a sua moagem em parcelas menores de tamanho.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectBeneficiamento de minério - moagempt_BR
dc.subjectEscória - metalurgia - alto fornopt_BR
dc.subjectManganêspt_BR
dc.subjectHidróxido de sódiopt_BR
dc.subjectGranulometriapt_BR
dc.titleAvaliação da influência do hidróxido de sódio como ativador na moagem da escória de ferro-ligas manganês.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeWurzner, Lucas Jeanpt_BR
dc.contributor.refereeLeite, Evandro Luiz de Oliveirapt_BR
dc.contributor.refereeSilva, Mariana Caroline Andradept_BR
dc.description.abstractenSlag grinding refers to the process of reducing the particle size of slag, a byproduct resulting from the production of metals, especially the steel manufacturing process. Slag is mainly composed of unwanted substances, such as impurities and non-metallic materials, and its efficient management is crucial to minimizing the environmental impact of the metallurgical industry. In this research, we studied the influence of sodium hydroxide as an activator in the grinding of a sample of ferro-manganese alloy slag. The samples studied went through crushing and grinding stages lasting 30, 60 and 120 minutes with and without the presence of sodium hydroxide. The products were evaluated according to the granulometric analysis obtained from wet sieving and laser granulometry, making it possible to compare the data from the two characterizations. Longer grinding times resulted in smaller diameters of D50 and D80 in both scenarios evaluated (with and without NaOH). Only 120-minute grindings obtained material in the particle size range suitable for the production of geopolymers. It was evident that the presence of sodium hydroxide was detrimental to the grinding efficiency, due to its high reactivity with water, or that it causes agglutination in the finer material, making it difficult to grind into smaller portions.pt_BR
dc.contributor.authorID18.1.1087pt_BR
Appears in Collections:Engenharia de Minas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_AvaliaçãoInfluênciaHidróxido.pdf708,84 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.