Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/5714
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorBarbosa, Mírian Santanapt_BR
dc.contributor.advisorFreitas, Nayra da Silvapt_BR
dc.contributor.authorCaldeira, Letícia Gonçalves-
dc.date.accessioned2023-07-10T16:57:19Z-
dc.date.available2023-07-10T16:57:19Z-
dc.date.issued2023pt_BR
dc.identifier.citationCALDEIRA, Letícia Gonçalves. Ensino das habilidades de comunicação na residência de Medicina de Família e Comunidade da Universidade Federal de Ouro Preto pela perspectiva dos preceptores. 2023. 48 f. Monografia (Especialização em Medicina de Família e Comunidade) - Escola de Medicina, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2023.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/5714-
dc.description.abstractA consulta individual é um instrumento fundamental na prática do Médico de Família e Comunidade. Diante das diversas possibilidades de se estruturar o trabalho em saúde, o que se mostra mais adequado no compartilhamento do protagonismo do cuidado é o Método Clínico Centrado na Pessoa. Para aplicar tal método nas consultas, é importante que o profissional desenvolva habilidades de comunicação efetivas e empáticas, sendo necessário estruturar processos de ensino dessas habilidades. Estudos indicam que o método padrão ouro para a formação de especialistas é a residência médica. No Brasil, a residência em Medicina de Família e Comunidade (MFC) tem como diretriz o Currículo Baseado em Competências, que elenca algumas competências essenciais na formação do residente, incluindo habilidades de comunicação. No caso da residência da Universidade Federal de Ouro Preto, esse enfoque também está presente em seu Projeto Político Pedagógico. Para identificar como tem sido feito o ensino das habilidades de comunicação pelos preceptores da residência de MFC da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), foi desenvolvida pesquisa qualitativa, observacional, analítica e do tipo transversal, que utilizou de entrevista semiestruturada com seis dos nove preceptores desta residência no ano de 2022, com perguntas acerca das metodologias utilizadas para o de ensino de habilidades de comunicação e do Método Clínico Centrado na Pessoa. Notou-se, a partir da análise de conteúdo das entrevistas, o uso predominante pelos preceptores de metodologias que usam de observação de situações reais e metodologias que estimulem a prática, o estudo e a reflexão. Em contrapartida, as metodologias que fazem uso de simulação são pouco exploradas, assim como o vídeo feedback e o portfólio. Esse padrão observado sugere que há interesse e empenho por parte dos preceptores, no entanto, ainda com lacunas que possibilitam o aperfeiçoamento do ensino.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectComunicaçãopt_BR
dc.subjectCuidado centrado no pacientept_BR
dc.subjectMedicina de família e comunidadept_BR
dc.subjectEnsinopt_BR
dc.subjectInternato e residênciapt_BR
dc.titleEnsino das habilidades de comunicação na residência de Medicina de Família e Comunidade da Universidade Federal de Ouro Preto pela perspectiva dos preceptores.pt_BR
dc.typeTCC-Especializaçãopt_BR
dc.contributor.refereePereira, Rodrigo Pastor Alvespt_BR
dc.contributor.refereeSerpa, Miguel Arcangelopt_BR
dc.contributor.refereeBarbosa, Mírian Santanapt_BR
dc.contributor.refereeFreitas, Nayra da Silvapt_BR
dc.description.abstractenIndividual consultation is a fundamental instrument in the practice of family physicians. Faced with the various possibilities for structuring health work, the PatientCentered Care Model is the most appropriate way of sharing care protagonism. To apply this method in consultations, the professional needs to develop effective and empathetic communication skills, and it is necessary to structure teaching processes for these skills. Studies indicate that the gold standard method for training specialists is medical residency. In Brazil, the residency in Family Medicine is guided by the Competence-Based Curriculum, which lists some essential competencies in the training of the resident, including communication skills. In the case of the residence at the Federal University of Ouro Preto, this focus is also present in its Pedagogical Political Project. To identify how the teaching of communication skills has been done by the Family Medicine residency preceptors at the Federal University of Ouro Preto (UFOP), a qualitative, observational, analytical, and cross-sectional research was carried out, which used a semi-structured interview with six of the nine preceptors of this residency in the year 2022, with questions about the methodologies used for teaching communication skills and the Patient-Centered Care Model. It was noticed, from the content analysis of the interviews, the predominant use by the preceptors of methodologies that use the observation of real situations and methodologies that stimulate the practice, the study, and the reflection. On the other hand, the methodologies that make use of simulation are little explored, as well as the video feedback and the portfolio. This observed pattern suggests that there is interest and commitment on the part of the preceptors, however, there are still gaps that allow for the improvement of teaching.pt_BR
dc.contributor.authorID2021.10032pt_BR
Appears in Collections:Especialização - Medicina da Família e Comunidade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_EnsinoHabilidadesComunicação.pdf483,79 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons