Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/5676
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAlves, Kerley dos Santospt_BR
dc.contributor.advisorRezende, Yuri Alexandre Estevãopt_BR
dc.contributor.authorSouza, Gisele Rodrigues Frois de-
dc.date.accessioned2023-06-19T14:30:03Z-
dc.date.available2023-06-19T14:30:03Z-
dc.date.issued2023pt_BR
dc.identifier.citationSOUZA, Gisele Rodrigues Frois de. Não é não: uma análise sobre assédio sexual direcionado à mulheres no carnaval de Ouro Preto. 2023. 97 f. Monografia (Graduação em Turismo) - Escola de Direito, Turismo e Museologia, Departamento de Turismo, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2023.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/5676-
dc.description.abstractO carnaval brasileiro é uma das festas culturais mais populares que existe, atraindo turistas de todo o mundo. Neste sentido, este estudo tem como objetivo principal compreender questões relacionadas ao assédio sexual durante o carnaval de Ouro Preto (MG) e investigar se a imagem sexualizada da mulher tem alguma influência na atração de turistas para o evento. Para alcançar esse objetivo, o estudo empregou pesquisas bibliográficas e formulários na plataforma Google Forms, direcionados a mulheres frequentadoras do carnaval de Ouro Preto. Os resultados deste estudo apresentam uma contextualização histórica do turismo sexual no Brasil, destacando a influência da Embratur na década de 1970. As percepções das mulheres sobre o marketing que objetifica a imagem feminina durante o carnaval foram investigadas, bem como seus relatos sobre a violência sexual e suas consequências no período festivo. Conclui-se que a conscientização sobre a gravidade do assédio sexual é fundamental e que medidas para combatê-lo são essenciais. Este estudo contribui para o debate sobre o turismo sexual e a exploração da imagem da mulher durante o carnaval brasileiro, ressaltando a necessidade de uma abordagem mais crítica e reflexiva acerca desse fenômeno.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectTurismo - Ouro Preto - MGpt_BR
dc.subjectCarnaval - Ouro Preto - MGpt_BR
dc.subjectAssédio sexual às mulheres - Ouro Preto - MGpt_BR
dc.titleNão é não : uma análise sobre assédio sexual direcionado à mulheres no carnaval de Ouro Preto.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeAlves, Kerley dos Santospt_BR
dc.contributor.refereeRezende, Yuri Alexandre Estevãopt_BR
dc.contributor.refereeCosta, Raíssa de Keller ept_BR
dc.contributor.refereeBedim, Bruno Pereirapt_BR
dc.description.abstractenThe Brazilian carnival is one of the most popular cultural festivals around, attracting tourists from all over the world. In this sense, the main objective of this study is to understand issues related to sexual harassment during the Carnaval in Ouro Preto (MG) and to investigate whether the sexualized image of women has any influence on attracting tourists to the event. To achieve this objective, the study used bibliographic research and forms on the Google Forms platform, aimed at women who attend the Ouro Preto carnival. The results of this study present a historical context of sex tourism in Brazil, highlighting the influence of Embratur in the 1970s. The evidence of women about marketing that objectifies the female image during carnival was investigated, as well as their reports about the sexual violence and its consequences during the festive period. It is concluded that awareness of the severity of sexual harassment is fundamental and that measures to combat it are essential. This study contributes to the debate on sexual tourism and the exploitation of women's image during the Brazilian carnival, highlighting the need for a more critical and reflective approach to this phenomenon.pt_BR
dc.contributor.authorID16.2.5198pt_BR
Appears in Collections:Turismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_NãoNãoAnálise.pdf10,22 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons