Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/352
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorFreitas, Romero Alvespt_BR
dc.contributor.authorGuimarães, Maurício dos Santos-
dc.date.accessioned2017-05-19T13:08:47Z-
dc.date.available2017-05-19T13:08:47Z-
dc.date.issued2016-
dc.identifier.citationGUIMARÃES, Mauricio dos Santos. Classicismo na ciência e na arte : sobre as ideias estéticas de Galileu. 2016. 48 f. Monografia (Graduação em Filosofia) - Instituto de Filosofia, Artes e Cultura, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2016.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/352-
dc.description.abstractEste trabalho tem sua motivação no ensaio Galileo as a Critic of the Arts, publicado pelo historiador da arte Erwin Panofsky em 1954. Nesse ensaio, Panofsky faz uma discussão sobre como Galileu conduz as suas pesquisas científicas em sintonia com as suas referências artísticas. O ensaio chamou a atenção do historiador da ciência Alexandre Koyré, que em 1955 escreveu sobre ele uma resenha intitulada Atitude Estética e Pensamento Científico. Em 1956, seguindo uma sugestão de Koyré, Panofsky reescreveu o artigo com o título Galileu como um Crítico das Artes: Atitude Estética e Pensamento Científico. Este é um trabalho mais breve sobre o mesmo assunto do ensaio de 1954, mas, já agora, dialogando com Koyré. Os três trabalhos serão as fontes principais que utilizaremos para mostrar que o pensamento científico de Galileu não pode ser compreendido sem se levar em conta a presença de ideias estéticas típicas do classicismo da geração que o antecedeu. Desse modo, pretende-se mostrar as razões que levam Galileu a rejeitar a "astronomia maneirista” de Kepler, mantendo-se fiel a obsessão da circularidade que caracteriza tanto a ciência quanto a arte no período denominado “Alto Renascimento”.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsopen accesspt_BR
dc.subjectGalileupt_BR
dc.subjectErwin Panofskypt_BR
dc.subjectAlexandre Koyrept_BR
dc.subjectClassicismopt_BR
dc.subjectManeirismopt_BR
dc.titleClassicismo na ciência e na arte : sobre as ideias estéticas de Galileu.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida à Biblioteca Digital de TCC’s da UFOP pelo(a) autor(a) em 29/07/2017 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.description.abstractenThis work was motivated by the essay Galileo as a Critic of the Arts, published by the art historian Erwin Panofsky, in 1954. In this essay, Panofsky discusses on how Galileo conducts his scientific researches in line with his artistic preferences. The essay drew the attention of the science historian Alexandre Koyré who, in 1955, wrote a review about Galileo entitled Aesthetic Attitude and Scientific Thought. In 1956, following a suggestion by Koyré, Panofsky rewrote the article with the title Galileo as a Critic of the Arts: Aesthetics Attitude and Scientific Thought. This is a briefer article about the same subject of the 1954 essay, but now, dialoguing with Koyré. The three articles will be the main sources to show that Galileo’s scientific thought cannot be understood without taking into account the presence of typical aesthetic ideas of classicism from his preceding generation. Therefore, it’s intended to show the reasons which led Galileo to reject the "mannerist astronomy" by Kepler, remaining faithful to the circularity obsession that features both science and art in the period named "High Renaissance".pt_BR
Appears in Collections:Filosofia - Bacharelado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_ClassicismoCiênciaArte.pdf3,32 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons