Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/3349
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAlves, Jean Carlos Machadopt_BR
dc.contributor.authorSerra, Vanessa Fernandes-
dc.date.accessioned2021-09-02T03:57:37Z-
dc.date.available2021-09-02T03:57:37Z-
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.citationSERRA, Vanessa Fernandes. Desafios da aplicação da gestão de riscos ambientais no setor logístico de uma metalúrgica brasileira. 2021. 57 f. Monografia (Graduação em Engenharia de Produção) - Universidade Federal de Ouro Preto, João Monlevade, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/3349-
dc.description.abstractA estratégia da terceirização em atividades secundárias é adotada pela maioria das organizações com o objetivo de serem cada vez mais competitivas no mercado, sendo que tais atividades podem ser consideradas secundárias para uma empresa e ser a principal de outra. Dos diversos serviços que costumam ser terceirizados, o transporte de produtos e matérias primas é um deles. O Brasil é destaque em vários setores geradores de matérias primas como, por exemplo, da mineração e siderurgia. E, dado que o principal modal da matriz de transporte no Brasil é o rodoviário, o transporte dos produtos de uma siderúrgica depende dos caminhoneiros contratados por transportadoras terceirizadas. Esses profissionais sofrem constante pressão para conseguir entregar o serviço, o que causa fadiga e, posteriormente, eventos de baixa à alta gravidade. Porém, nem sempre o gerenciamento de desses riscos é aplicado corretamente e, com isso, o fluxo de informações entre a terceirizada e a siderúrgica se torna falho. A partir do debate sobre essas deficiências no processo de implementação da gestão de riscos, este trabalho teve como objetivo “identificar, a partir do olhar da engenharia da sustentabilidade, pos- síveis ações para auxiliar no processo de gestão de riscos visando a saúde e segurança dos trabalhadores terceirizados do serviço de transporte de uma empresa do setor metalúrgico da região central de Minas Gerais”. Quantos aos procedimentos metodológicos utilizou-se de revisão bibliográfica, documental, abordagem qualitativa, proposta de novos modelos de relatórios, dentre outros. Foram sugeridas melhorias que podem promoer mais segurança aos terceirizados e base de informações para organização. Nesse processo houve algumas adversidades que não permitiram análises tão profundas para embasar soluções mais assertivas. Um dos motivos principais foi a falta de padronização do registro de ocorrências e acidentes que comprometeu a fase da análise e, posteriormente, desenvolvimento de mais propostas de ações. Logo, mesmo com uma ferramenta a disposição do monitoramento e análise dos riscos, foi demonstrando a necessidade de aperfeiçoamento da gestão de riscos.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectAvaliação de riscos de saúdept_BR
dc.subjectGestão ambientalpt_BR
dc.subjectIndústrias metalúrgicaspt_BR
dc.subjectLogística - transporte rodoviário - administração de riscospt_BR
dc.subjectSustentabilidade e meio ambientept_BR
dc.subjectTerceirizaçãopt_BR
dc.titleDesafios da aplicação da gestão de riscos ambientais no setor logístico de uma metalúrgica brasileira.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeAlves, Jean Carlos Machadopt_BR
dc.contributor.refereeSoares, Eva Bessapt_BR
dc.contributor.refereePinto, Rafael Lucas Machadopt_BR
dc.description.abstractenThe strategy of outsourcing in secondary activities is adopted by most organizations with the objective of becoming more and more competitive in the market, and such activities can be considered secondary for one company and be the main one for another. Of the various services that are usually outsourced, the transport of products and raw materials is one of them. Brazil stands out in several sectors that generate raw materials, such as mining and steel. And, given that the main modal of the transport matrix in Brazil is road, the transport of products from a steel company depends on truck drivers hired by third-party carriers. These professionals protected from constant pressure to get the service delivered, which causes fatigue and subsequently low-gravity events. However, risk management is not always properly covered and, as a result, the flow of information between the outsourced company and a steel company becomes flawed. From the debate on these deficiencies in the risk management implementation process, this work aimed to “identify from the perspective of engineering, possible actions to assist in the safe risk management process for the health and safety of workers transport service contractors from a company in the metallurgical sector in the central region of Minas Gerais”. As for the methodological procedures, bibliographical and documental review, qualitative approach, proposal of new report models, among others, were used. Improvements were suggested that can promote more security for outsourced and information base for the organization. In this process, there were some adversities that did not allow such deep analyzes to support more assertive solutions. One of the main reasons was the lack of standardization of the record of occurrences and accidents that compromise the analysis phase, later, the development of more proposals for actions. Therefore, even with a tool available for monitoring and analyzing risks, the need to improve risk management was demonstrated.pt_BR
dc.contributor.authorID14.1.8164pt_BR
Appears in Collections:Engenharia de Produção - JMV

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_DesafiosAplicaçãoGestão.pdf3,75 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons