Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/3227
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorTavares, Michele da Silvapt_BR
dc.contributor.authorSantos, Karina Carolina Peres-
dc.date.accessioned2021-07-11T14:38:39Z-
dc.date.available2021-07-11T14:38:39Z-
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.citationSANTOS, Karina Carolina Peres. #DeixaElaTrabalhar: uma análise da repercussão e das apropriações da campanha na luta contra o assédio no jornalismo esportivo. 2020. 81 f. Monografia (Graduação em Jornalismo) - Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/3227-
dc.description.abstractEm 2018, a campanha #DeixaElaTrabalhar ganhou a internet e os noticiários nacionais e internacionais após denunciar diversos casos de assédio que as mulheres sofrem no jornalismo esportivo. A campanha teve grande adesão e se mostrou uma estratégia potente na luta contra o assédio. Desse modo, este trabalho busca entender como a internet se tornou um ambiente de luta para as mulheres, através do conceito de midiatização, da quarta onda do feminismo e do ciberfeminismo. A pesquisa também pretende compreender como se deu a apropriação dessa campanha na internet. Para tal, foi realizada uma análise de oito publicações que utilizaram a hashtag na rede social Instagram. A partir desse movimento, constatamos que a #DeixaElaTrabalhar foi acionada como um potente instrumento de denúncia de casos de assédio e conseguiu reverberar essa pauta em diferentes contextos e para diferentes públicos. Além disso, essa pesquisa também aponta as possíveis causas da dificuldade histórica que as mulheres enfrentam para se inserirem no mercado de trabalho e que reverberam até hoje no jornalismo esportivo.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsAn error occurred on the license name.*
dc.rights.uriAn error occurred getting the license - uri.*
dc.subject#DeixaElaTrabalharpt_BR
dc.subjectCiberfeminismopt_BR
dc.subjectJornalismo esportivopt_BR
dc.title#DeixaElaTrabalhar : uma análise da repercussão e das apropriações da campanha na luta contra o assédio no jornalismo esportivo.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeTavares, Michele da Silvapt_BR
dc.contributor.refereeRodrigues, Hila Bernardete Silvapt_BR
dc.contributor.refereeGuimarães, Lara Linhalispt_BR
dc.description.abstractenIn 2018, the #DeixaElaTrabalhar campaign won the internet and the national and international news after reporting several cases of harassment that women suffer in sports journalism. The campaign was very popular and proved to be a powerful strategy in the fight against harassment. Thus, this work seeks to understand how the internet has become a fighting environment for women, through the concept of mediatization, the fourth wave of feminism and cyberfeminism. The research also intends to understand how this campaign was appropriated on the internet. To this end, an analysis was carried out of eight publications that used the hashtag on the social network Instagram. Based on this movement, we found that #DeixaElaTrabalhar was used as a powerful instrument to denounce harassment cases and managed to reverberate this agenda in different contexts and for different audiences. In addition, this research also points out the possible causes of the historical difficulty that women face to enter the labor market and that reverberate today in sports journalism.pt_BR
dc.contributor.authorID15.2.3392pt_BR
Appears in Collections:Jornalismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_DeixaElaTrabalhar.pdf1,57 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons