Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/2457
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMartoni, Rodrigo Meirapt_BR
dc.contributor.authorPerdigão, Paula Mônica Maia-
dc.date.accessioned2020-01-16T12:16:11Z-
dc.date.available2020-01-16T12:16:11Z-
dc.date.issued2019-
dc.identifier.citationPERDIGÃO, Paula Mônica Maia. A ideologia da sustentabilidade nos marcos do capitalismo e seus desdobramentos no campo de estudos do Turismo. 2019. 59 f. Monografia (Graduação em Turismo) - Escola de Direito, Turismo e Museologia, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/2457-
dc.description.abstractO uso descomedido dos recursos naturais é um fato marcante das últimas décadas, expresso pela tendência à minimização das taxas de utilização das mercadorias como fomento à majoração da produção e do consumo. Seus desdobramentos concretizam-se em tragédias ambientais, doenças e mortes. Diante disso, as Nações Unidas passam a promover conferências mundiais em busca de diretrizes voltadas para o “bem comum”, na medida em que repensar a relação homem/natureza passou a ser algo crucial, dados os riscos de incidência de outras ameaças provenientes da intensificação do desenvolvimento produtivo, iniciando-se, assim, a busca pelo sustentável. O objetivo principal desta pesquisa é analisar na teoria e na prática o discurso da sustentabilidade, assim como tecer reflexões acerca disso no campo de estudos do turismo. O trabalho se justifica no sentido não somente de lançar luz em um tema amplamente absorvido e disseminado sem que se saibam seus reais vínculos ideológicos e políticos, mas também de teorizar a prática real das relações socioprodutivas contemporâneas. As coletas de informações foram realizadas a partir de pesquisa bibliográfica; portanto, os dados foram tratados de maneira qualitativa. Uma vez feitas as discussões, evidencia-se que qualquer análise ou conceito apartado da economia política atual tende a ficar no campo do ideal e é justamente isso que se verifica na teoria e na prática da sustentabilidade, bem como no campo do turismo. Sua sustentação teórica é frágil e está posta conforme certos interesses de classe (e suas frações), ao mesmo tempo que sua prática é fragmentada e limitada.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsopen accesspt_BR
dc.subjectCapitalismo - aspectos Sociaispt_BR
dc.subjectSustentabilidade e meio ambientept_BR
dc.subjectTurismopt_BR
dc.titleA ideologia da sustentabilidade nos marcos do capitalismo e seus desdobramentos no campo de estudos do Turismo.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeAlves, Kerley dos Santospt_BR
dc.contributor.refereeBedim, Bruno Pereirapt_BR
dc.contributor.refereeMartoni, Rodrigo Meirapt_BR
dc.description.abstractenThe unmeasured use of natural resources is a remarkable factor in recent decades, and it is expressed by the tendency to minimize the rates of goods’ use as a promotion for increasing production and comsumption. Its development results in environmental tragedies, diseases and deaths. Considering this, the United Nations started promoting global conferences in order to search for guidelines in name of the “common good”, to the extent that rethinking the relationship between man and nature has become crucial due to the given risks of other threats arising from the productive development’s reinforcement, that is the reason why the search for a more sustainable way of living began. The main research’s goal is to analyze in a theoretical and practical way about the sustainability’s speech, as well as develop discussions about this topic in the tourism studies field. This survey is justified not only in the sense of shedding light on a widely absorbed and disseminated theme without knowing its ideological and political ties, but also to theorize the real practice of contemporary socioproductive relations. The information collections were performed through a bibliographic research, thus, the data will be analyzed in a qualitative way. After having the discussions it’s got blatant that any analysis or concept apart from the current political economy tends to stay in ideal conceptions, and that is exactly what we verify with the theory and practice of the sustainability, as well in the tourism field. Its theoretical support is fragile and it also happens according to the interests of certain people’s groups (and their fractions), and at the same time its practice has a piecemeal and fragile approach.pt_BR
dc.contributor.authorID15.1.3791pt_BR
Appears in Collections:Turismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_IdeologiaSustentabilidadeCapitalismo.pdf1,19 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons