Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/2112
Title: Avaliação da atividade antibacteriana sinérgica de mupirocina com fração hidrometanólica de Protium spruceanum.
Authors: Paiva, Débora Luiza
metadata.dc.contributor.advisor: Teixeira, Luiz Fernando de Medeiros
Amparo, Tatiane Roquete
metadata.dc.contributor.referee: Almeida, Tamires Cunha
Seibert, Janaína Brandão
Teixeira, Luiz Fernando de Medeiros
Amparo, Tatiane Roquete
Keywords: Produtos naturais
Medicamentos
Pele
Issue Date: 2019
Citation: PAIVA, Débora Luiza. Avaliação da atividade antibacteriana sinérgica de mupirocina com fração hidrometanólica de Protium spruceanum. 2019. 43 f. Monografia (Graduação em Farmácia) - Escola de Farmácia, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2019.
Abstract: A resistência microbiana aos antibióticos atuais é um problema global dificultando o tratamento de infecções. Dessa forma, torna-se importante a pesquisa por novos medicamentos. O estudo de produtos naturais é uma das possibilidades nesta busca, por meio de seu efeito sinérgico com antibióticos. Protium spruceanum é uma planta muito encontrada em algumas regiões do Brasil. Essa espécie possui ação anti-inflamatória e antibacteriana, podendo ser uma opção para um efeito sinérgico com antibacterianos tópicos no tratamento de infecções de pele e tecidos moles. Essas infecções, causadas principalmente por Staphylococcus aureus, apresentam uma alta prevalência e um número elevado de hospitalizações. O antibiótico mais usado no tratamento é a mupirocina. Dessa forma, o objetivo desse trabalho é avaliar a possibilidade de ação sinérgica entre a mupirocina e fração hidrometanólica de folhas de P. spruceanum. Foi determinado a concentração inibitória mínima da fração, antibiótico e sua combinação contra S. aureus, MRSA e S. epidermidis, por microdiluição em caldo. A combinação de fração e mupirocina apresentou atividade sinérgica contra S. aureus e MRSA, com efeito indiferente para S. epidermidis. Também foi avaliada a inibição da formação de biofilme, pelo método de coloração por cristal violeta. Os resultados indicaram que houve inibição de formação do biofilme de S. aureus e MRSA, mas não houve inibição para S. epidermidis. O efeito sobre a permeabilidade de membrana foi avaliado por citometria utilizando iodeto de propídeo como marcador. Todas as três bactérias apresentaram aumento da permeabilidade de membrana quando tratadas com a fração, mas não apresentou aumento de permeabilidade em relação ao antibiótico, sendo esse efeito relacionado ao sinergismo. Portanto, a fração possui ação sinérgica com mupirocina e pode facilitar o tratamento de infecções de pele e tecidos moles.
metadata.dc.description.abstracten: Microbial resistance to current antibiotics is a global problem making it difficult to treat infections. In this way, research for new drugs becomes important. The study of natural products is one of the possibilities in this search, through its synergistic effect with antibiotics. Protium spruceanum is a plant very found in some regions of Brazil. This species has anti-inflammatory and antibacterial action and may be an option for a synergistic effect with topical antibacterials in the treatment of skin and soft tissue infections. These infections, mainly caused by Staphylococcus aureus, present a high prevalence and a high number of hospitalizations. The most commonly used antibiotic in treatment is mupirocin. Thus, the objective of this work is to evaluate the possibility of synergistic action between mupirocin and hydrometanic fraction of leaves of P. spruceanum. The minimum inhibitory concentration of the antibiotic fraction and its combination against S. aureus, MRSA and S. epidermidis were determined by microdilution in broth. The combination of fraction and mupirocin had synergistic activity against S. aureus and MRSA, with indifferent effect for S. epidermidis. Inhibition of biofilm formation was also evaluated by the violet crystal staining method. The results indicated that there was inhibition of S. aureus and MRSA biofilm formation, but there was no inhibition of S. epidermidis. The effect on membrane permeability was assessed by cytometry using propidium iodide as the label. All three bacteria presented increased membrane permeability when treated with the fraction but did not show increase of permeability in relation to the antibiotic, being this effect related to synergism. Therefore, the fraction has synergistic action with mupirocin and may facilitate the treatment of skin and soft tissue infections.
URI: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/2112
Appears in Collections:Farmácia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_AvaliaçãoAtividadeAntibacteriana.pdf557,33 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons