Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/2035
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorTavares, Frederico de Mello Brandãopt_BR
dc.contributor.authorPimenta, Rafaela de Queiroz Dias-
dc.date.accessioned2019-08-09T14:32:07Z-
dc.date.available2019-08-09T14:32:07Z-
dc.date.issued2019-
dc.identifier.citationPIMENTA, Rafaela De Queiroz Dias. Hollywood, pra que te quero?: a adaptação cinematográfica do personagem Wolverine de X-Men. 2019. 67 f. Monografia (Graduação em Jornalismo) - Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/2035-
dc.description.abstractA presente pesquisa busca analisar a forma como foi criada a adaptação da história do personagem Wolverine dos quadrinhos para o cinema. O intuito é examinar como o padrão hollywoodiano cria eixos essenciais para o enquadramento de histórias que poderão fazer sucesso entre os espectadores, levando em conta também a tradição triádica, de uma trilogia. Desta forma, a pesquisa pergunta sobre a configuração da narrativa de um anti-herói (nos quadrinhos) e suas transformações (no cinema). Para tanto, a fundamentação teórica do trabalho gira em torno dos estudos de David Bordwell (2005), Edgar Morin (1962), Ricardo Weschenfelder (2009) e Robert Stam (2006), além de outros autores que ajudam a entender os anseios da sociedade e sua relação com a cultura de massa, a adaptação e a forma como ela é moldada. Os filmes escolhidos para análise referem-se à sequência de longas solo do personagem: X-men Origens: Wolverine (2009), Wolverine Imortal (2013) e Logan (2017), tendo em conta até que ponto uma trilogia seria suficiente para a criação de uma composição redonda, que apresenta início, meio e fim.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsopen accesspt_BR
dc.rights.uriAn error occurred getting the license - uri.*
dc.subjectFilmes de super-heróispt_BR
dc.subjectCinemapt_BR
dc.subjectRoteiros cinematográficospt_BR
dc.subjectPersonagens de histórias em quadrinhos no cinemapt_BR
dc.subjectHistórias em quadrinhospt_BR
dc.titleHollywood, pra que te quero? : a adaptação cinematográfica do personagem Wolverine de X-Men.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.contributor.refereeBarbosa, Karina Gomespt_BR
dc.contributor.refereeMachado, Felipe Viero Kolinskipt_BR
dc.contributor.refereeTavares, Frederico de Mello Brandãopt_BR
dc.description.abstractenThe proposed research analyzes the way that the story of the Wolverine character was adapted from comics to the cinema. The purpose of this study is to examine how the Hollywood standard creates essential axes for framing stories that can become a success among the spectators, also considering the triadic (trilogy) tradition. Hence, this study raises questions about the configuration of the narrative of an antihero (in the comics) and his transformations (in the cinema). Therefore, the theoretical foundation of this research is based on the studies of David Bordwell (2005), Edgar Morin (1962), Ricardo Weschenfelder (2009) and Robert Stam (2006), as well as other authors who are also essential to understand society's longings and its relation to popular culture, adaptation and the way it is shaped. The films chosen for analysis refer to the long solo sequence of the character: X-men Origins: Wolverine (2009), Immortal Wolverine (2013) and Logan (2017), considering if a trilogy would be enough for the creation of a complete composition, which should have a beginning, middle and end.pt_BR
Appears in Collections:Jornalismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_HollywoodTeQuero.pdf3,28 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons