Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/1641
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMiranda, Júlia Lerypt_BR
dc.contributor.authorMoschem, Mariana-
dc.date.accessioned2019-01-21T15:23:21Z-
dc.date.available2019-01-21T15:23:21Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationMOSCHEM, Mariana. Violências e ética : um estudo de caso da reportagem "Chororô na delegacia: acusado de estupro alega inocência". 2018. 49 f. Monografia (Graduação em Jornalismo) - Instituo de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/1641-
dc.description.abstractEste trabalho reflete sobre a construção social estereotipada na mídia e processos de violência a partir de um estudo de caso da reportagem “Chororô na delegacia: acusado de estupro alega inocência”. Analisamos o processo de invisibilização do racismo e os diversos tipos de violência material e simbólica que perpassam o episódio, a partir de estudos sobre naturalização de preconceitos, sobre racismo institucional e as diversas formas de violência. Analisamos alguns modos de operação da violência, como um sistema de representação excludente se mantém a partir de uma lógica desigual de apresentação das diferentes classes. Usamos Zizek (2014), para conceituar algumas formas de violência. França (2006), que faz estudos e levantamento teórico sobre a TV e seus modos de produção/construção. Souza (2014), que faz um estudo sobre as classes sociais, contrastando as situações dessas. Bagno (2009), que usamos para pensar o preconceito linguístico. Hall (2016), que faz um estudo sobre o processo de construção estereotipada sobre o negro.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsopen accesspt_BR
dc.rights.uriAn error occurred getting the license - uri.*
dc.subjectViolência - direito - Brasilpt_BR
dc.subjectÉticapt_BR
dc.subjectPreconceitospt_BR
dc.subjectRacismopt_BR
dc.subjectMídiapt_BR
dc.titleViolências e ética : um estudo de caso da reportagem "Chororô na delegacia: acusado de estupro alega inocência".pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida à Biblioteca Digital de TCC’s da UFOP pela autora em 11/01/2019 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereePrado, Denise Figueiredo Barros dopt_BR
dc.contributor.refereePinheiro, Carlos Henriquept_BR
dc.contributor.refereeMiranda, Júlia Lerypt_BR
dc.description.abstractenThis work reflects on the stereotyped social construction in the media and violence processes from a case study of the report "Chororô in the police station: accused of rape alleges innocence." We analyze the process of invisibilization of racism and the various types of material and symbolic violence that permeate the episode, based on studies on the naturalization of prejudices, institutional racism and various forms of violence. We analyze some modes of operation of violence, as a system of excluding representation is maintained from an unequal logic of presentation of the different classes. We use Zizek (2014) to conceptualize some forms of violence. France (2006), who studies and studies theoretically about TV and its modes of production / construction. Souza (2014), who studies social classes, contrasting their situations. Bagno (2009), that we use to think the linguistic prejudice. Hall (2016), who does a study on the stereotyped construction process over black.pt_BR
Appears in Collections:Jornalismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_ViolênciaÉticaEstudo.pdf749,11 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.