Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/1636
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPereira, Igor Muzettipt_BR
dc.contributor.authorSantos, Carla Sanches Nere dos-
dc.date.accessioned2019-01-17T12:34:46Z-
dc.date.available2019-01-17T12:34:46Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationSANTOS, Carla Sanches Nere dos. Um estudo empírico sobre core developers e arquitetura de projetos populares no GitHub. 2018. 41 f. Monografia (Graduação em Sistemas de Informação) - Instituto de Ciências Exatas e Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto, João Monlevade, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/1636-
dc.description.abstractA prática da propriedade coletiva de código é muito comum no desenvolvimento Open Source Software (OSS). Como todos os membros de uma equipe de desenvolvedores podem modificar qualquer parte do código, o senso de propriedade deve ser trabalhado na equipe, a fim de aumentar a contribuição de novos desenvolvedores e daqueles menos ativos. Com uma equipe melhor estruturada e mais colaborativa, a qualidade do software é maior, pois, pode-se dizer que existe uma relação direta entre a estrutura dos módulos de um sistema e a estrutura da equipe. O objetivo principal deste trabalho é analisar projetos OSS com a proposta de avaliar a propriedade coletiva de código, no que diz respeito a modularidade de software do ponto de vista de core developers no contexto de desenvolvedores OSS. Para isso, é proposta uma visualização do organograma de sistemas em matrizes que contém, para cada módulo do sistema, a porcentagem de contribuição de seus principais desenvolvedores. Como resultado, em geral, foram encontrados poucos responsáveis por módulos, mas cada módulo possui ao menos um responsável. Também foram detectados desenvolvedores que possuíam grandes quantidades de módulos sob sua responsabilidade, o que geralmente indica uma necessidade de reestruturação da equipe. Utilizando as matrizes, equipes de desenvolvimento podem ter uma visão mais clara sobre a estrutura de seu sistema. A mesma metodologia pode ser aplicada em qualquer repositório Git, e então gerentes de equipes de desenvolvimento podem ter auxílio à tomada de decisão com base nas contribuições dos desenvolvedores da sua equipe.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsopen accesspt_BR
dc.subjectEngenharia de softwarept_BR
dc.subjectArquitetura de softwarept_BR
dc.subjectSoftware - desenvolvimentopt_BR
dc.subjectSistemas de informaçãopt_BR
dc.titleUm estudo empírico sobre core developers e arquitetura de projetos populares no GitHub.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida à Biblioteca Digital de TCC da UFOP pelo autor (a), 16/01/2019, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.3, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.pt_BR
dc.contributor.refereePereira, Igor Muzettipt_BR
dc.contributor.refereeAmorim, Vicente José Peixoto dept_BR
dc.contributor.refereeSousa, Alexandre Magno dept_BR
dc.description.abstractenThe practice of collective code ownership is very common in Open Source Software (OSS) development. Because all members of a team of developers can modify any part of the code, the sense of ownership must be worked on in the team in order to increase the contribution of new developers and those less active. With a better structured team and more collaborative, the quality of the software is higher, because, it can be said that there is a direct relationship between the structure of the modules of a system and the structure of the team. The main objective of this work is to analyze OSS projects with the proposal to evaluate collective code ownership, regarding software modularity from the point of view of core developers in the context of OSS developers. For this, we propose a visualization of the organization of systems in matrices that contain, for each module of the system, the contribution percentage of its main developers. As a result, in general, few developers responsible for modules were found, but each module has at least one responsible. We also detected developers who had large amounts of modules under their responsibility, which generally indicates a need for team restructuring. Using the matrices, development teams can have a clearer view of the structure of their system. The same methodology can be applied to any Git repository, and then development team managers can assist with decision-making based on contributions from their team's developers.pt_BR
Appears in Collections:Sistema de Informação - JMV

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_EstudoEmpíricoCore.pdf1,72 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons