Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/1115
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCosentino, Daniel do Valpt_BR
dc.contributor.authorOliveira, Angélica Silva de-
dc.date.accessioned2018-07-20T15:06:37Z-
dc.date.available2018-07-20T15:06:37Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Angélica Silva de. Um estudo das perspectivas para o desenvolvimento e a reconfiguração territorial de Mariana. 2018. 33 f. Monografia (Graduação em Ciências Econômicas) - Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/1115-
dc.description.abstractO presente trabalho tem como objetivo refletir sobre alternativas à mineração no município de Mariana/MG. Trata-se de redescobrir uma nova forma desenvolvimento, consequente fonte de renda, para a cidade. Herdeira um patrimônio histórico secular e que se caracteriza ao mesmo tempo como atrasada e periférica, dependente do clico da mineração, que por natureza já é em si uma atividade finita. Recentemente o problema se colocou enfaticamente com o rompimento da barragem da Samarco, no distrito de Bento Rodrigues, o com a queda significativa do preço do minério de ferro e o desemprego, além de prejuízos naturais imensuráveis. Isso despertou uma discussão com relação às perspectivas de desenvolvimento de uma região submetida ao ciclo da mineração. O desenvolvimento de Mariana há muito esteve vinculado quase que unicamente com a mineração. Nenhuma atividade econômica, até agora, pôde lhe opor sua oportunidade, lucratividade e capacidade de fornecer empregos. Embora lucrativo tal mercado submete toda uma população a situação de incerteza e de relativo empobrecimento. O perfil de uma região mineradora é típico: Produto Interno Bruto (PIB) per capita e índice de desigualdade elevados e Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) baixo. Tal dinâmica impõe reflexão e práticas políticas voltadas para uma questão: como se trata de recursos escassos e exauríveis, o que esperar de um futuro nada auspicioso? Não se pretende aqui fornecer resposta cabal a tal questão, mas de analisar as demais riquezas da cidade como fonte de recurso. O presente trabalho tem como objetivo analisar formas de emprego e renda alternativas à mineração em Mariana. A cidade é legatária da riquíssima produção cultural de outros séculos. A memória ali, entretanto, está viva, perpetuada na atuação de diversos artesãos, músicos, grupos de artes cênicas e diversos saberes que, todavia, nem sempre se traduzem em bem-estar para seus agentes. O papel da criatividade aqui possui centralidade, a relação entre criatividade e desenvolvimento deriva de um conjunto complexo de interações entre diversas formas de capital, quais sejam, social, cultural, humano e institucional. As novas perspectivas de desenvolvimento e transformação (reconfiguração) territorial estão amplamente vinculadas às transformações culturais. Nesse sentido, este trabalho analisa a atividade artesanal de Mariana como objeto de estudo e foram escolhidas duas importantes associações de artesãos da cidade e realizada pesquisa qualitativa com os seus associados com o intuito de perceber a viabilidade desse ramo no tocante à geração de emprego e renda.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsopen accesspt_BR
dc.subjectDesenvolvimento econômicopt_BR
dc.subjectMineraçãopt_BR
dc.titleUm estudo das perspectivas para o desenvolvimento e a reconfiguração territorial de Mariana.pt_BR
dc.typeTCC-Graduaçãopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida à Biblioteca Digital de TCC da UFOP pelo autor (a) em 20/07/2018, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeCosentino, Daniel do Valpt_BR
dc.contributor.refereeOliveira, André Mourthé dept_BR
dc.contributor.refereeOliveira, Francisco Horácio Pereira dept_BR
dc.description.abstractenThis work aims think of alternatives to mining in the city of Mariana / MG. It is about rediscovering a new way of development, a consequent source of income for the city. Heir of a secular historical heritage and identity itself as backward and peripheral. Dependent on the mining cycle, which by nature is already in a finite activity. Recently, the problem was emphatically brought after Samarco dam's rupture in the district of Bento Rodrigues. Which led to a sharp fall in the price of iron ore and unemployment, as well as immeasurable natural damages. This triggered a discussion regarding development prospects of a region undergoing mining cycle. Mariana's development has long been linked almost exclusively to mining. So far, no economic activity has been able to oppose its opportunity, profitability and ability to provide jobs. Although lucrative, such a market puts a whole population under conditions of uncertainty and relative impoverishment. A mining region's profile is typical: Gross Domestic Product (GDP) per capita and high inequality index and low Human Development Index (HDI). Such dynamics impose reflection and political practices focused on an issue: how to deal with scarce and exhaustible resources, what to expect of an auspicious future? It is not intended to give a full answer to this question, this work intends to analyze others city wealths as a source of appeal. This paper aims to analyze forms of employment and income alternatives to mining in Mariana. Mariana has a legacy coming from the rich cultural production of other centuries. The memory, however, is alive, perpetuated in the performance of several artisans, musicians, groups of scenic arts and diverse knowledges that, however, do not always translate into well-being for their agents. The role of creativity is central, the relation between creativity and development drifts from a complex set of interactions between different forms of capital, social, cultural, human, and institutional. The new perspectives of territorial development and transformation (reconfiguration) are largely linked to cultural transformations. This work analyzes the artisanal activity of Mariana as object of study and two important associations of craftsmen of the city were chosen. A qualitative research with its associates was carried out with the intention of perceiving the viability of this branch regard to creation of employment and income.pt_BR
Appears in Collections:Ciências Econômicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA_EstudoPerspectivasDesenvolvimento.pdf700,93 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons