Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/824
Título: A educação no período colonial brasileiro no século XVIII : o caso da capitania de Minas Gerais.
Autor(es): Nogino, Silvia Braga
Orientador(es): Ribeiro, Rosilene
Palavras-chave: Educação - período colonial - Minas Gerais
Educação - Minas Gerais - séc. XVIII
Data do documento: 2010
Referência: NOGINO, Silvia Braga. A educação no período colonial brasileiro no século XVIII : o caso da capitania de Minas Gerais. 2010. 41 f. Monografia (Especialização em Cultura e Arte Barroca) - Instituto de Filosofia, Artes e Cultura, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2010.
Resumo: Este estudo tem como objetivo analisar o contexto da educação brasileira no período colonial, especificamente na Capitania de Minas Gerais na segunda metade do século XVIII. Para atingirmos esse objetivo analisamos a influência da ação dos jesuítas no processo educacional brasileiro e posteriormente, após a expulsão desses religiosos da colônia brasileira, a atuação do Estado português, através do ministro Sebastião José de Carvalho e Melo, o Marquês de Pombal. Ao longo dessa investigação construímos um panorama social e econômico do Brasil colonial no período do Ciclo do Ouro, verificamos a estrutura econômica que permeava essa sociedade e seus valores, como a importância dos latifundiários e dos mineradores, assim como a exclusão dos menos favorecidos economicamente, que sem o status social preestabelecido não tinham acessos aos bens considerados relevantes para a formação da cidadania e conseqüentemente aos conhecimentos escolares formais. No processo da pesquisa tomamos como referenciais teórico-metodológicos os estudos de Carrato (1968), Silva (2004), Aquino e Bello (2001), Holanda (1995), Romanelli (2003) entre outros, buscando compreender as concepções socioculturais desses estudiosos com o intuito de analisar o contexto histórico da educação brasileira do período destacado.
Resumo em outra língua: This study has how I aim to analyse the context of the Brazilian education in the colonial period, specifically in the Captaincy of the Minas Gerais in the second half of the century XVIII. To reach this objective we analyse the influence of the action of the Jesuits in the education Brazilian process and subsequently, after the expulsion of these monks of the Brazilian colony, the acting of the Portuguese State, through Minister Sebastian José of Oak and I make sticky, the Marquis of Pombal. Along this investigation we build a social and economical view of colonial Brazil in the period of the Cycle from the Gold, check the economical structure that was permeating this society and his values, like the importance of the landowners and of the miners, as well as the exclusion of least favored economically, what without the social prearranged status had no accesses to the respected relevant goods for the formation of the citizenship and consequently to the school formal knowledges. In the process of the inquiry we take like referential systems theoretician - methodological the studies of Carrato (1968), Bramble (2004), Aquino and Bello (2001), Holland (1995), Romanelli (2003) between others, looking to understand the conceptions of these scholars with the intention of analysing the historical context of the Brazilian education of the outstanding period.
URI: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/824
Licença: Disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece nas coleções:Cultura e Arte Barroca

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MONOGRAFIA_EducaçãoPeríodoColonial.pdf313,86 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.