Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/56
Título: Um mergulho na metodologia de ensino do esporte.
Autor(es): Bibbó, Caroline Bertarelli
Orientador(es): Silva, Siomara Aparecida da
Palavras-chave: Natação
Ensino-aprendizagem
Treinamento
Métodos
Data do documento: 2014
Referência: BIBBÓ, Caroline Bertarelli. Um mergulho na metodologia de ensino do esporte. 2014. 52 f. Monografia (Educação Física – Bacharelado)-Centro Desportivo da Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2014.
Resumo: O esporte tem adquirido, ao longo do tempo, ressignificações por ser “compreendido como uma manifestação social, presente em nossa cultura, em todas as fases da vida, e considerado um fenômeno de múltiplas possibilidades”. Por isso, a importância de inseri-lo na vida das pessoas tem sido cada vez maior, e uma das maneiras de proporcionar essa inserção é oferecendo a melhor forma de contato com o esporte, o que pode ser feito através do processo de ensino-aprendizagem e treinamento (EAT). A metodologia de ensino tem sido uma área bastante discutida e estudada na Educação Física, gerando diversas maneiras de ensinar os esportes. Essas maneiras se subdividem em basicamente duas vertentes: a dos métodos Tradicionais e a dos métodos Formais ou Ativos, que compõem as Novas Abordagens e a mudança paradigmática pela qual o processo EAT da natação tem passado. Em meio a esse cenário, surge a Metodologia Gustavo Borges, apresentando uma metodologia para o ensino da natação que agrega características de diversos métodos de ensino a fim de satisfazer professores, alunos e instituições. Este trabalho pretende identificar os métodos utilizados para o ensino e treinamento da natação a praticantes em diferentes níveis de aprendizagem. Para isso, este estudo, de caráter qualitativo, foi realizado através de uma pesquisa descritiva empregando o método observacional. Foram observadas 64 aulas de uma mesma instituição, de 50 minutos cada, no período de 23 de abril a 23 de maio de 2014, aplicadas por três professores a alunos em sete níveis de aprendizagem, totalizando cerca de 53 horas e 30 minutos de observação registrada em diário de campo e filmagens com áudio. Foram considerados os comandos do professor; tendo como parâmetros as peculiaridades dos próprios métodos de ensino existentes na literatura e os elementos: organização dos conteúdos, oferecimento de instruções e informações, e utilização de feedbacks. Como resultado, percebe-se que os professores utilizam diferentes estratégias pedagógicas de forma alternada, e empregam métodos Tradicionais e das Novas Abordagens para trabalhar o processo EAT. Tais escolhas podem ampliar o alcance do ensino-aprendizagem dos esportes e atingir mais facilmente ou de maneira mais eficaz: aspectos físicos e motores; aspectos cognitivos e a capacidade de compreensão dos problemas sugeridos pela prática esportiva; dentre outros. Diante disso, entende-se que não exista forma pura e ideal ou correta para o processo EAT, uma vez que o professor ou treinador deva adequar o ensino conforme a situação e as necessidades de cada aluno.
URI: http://www.monografias.ufop.br/handle/35400000/56
Licença: Autorização concedida à Biblioteca de TCC da UFOP pelo autor(a), 05/12/2014, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 3.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece nas coleções:Educação Física - Bacharelado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MONOGRAFIA_Mergulhometodologiaensino.pdf565,62 kBUnknownVisualizar/Abrir


Este item está licenciado sob uma Licença Creative Commons Creative Commons